Notice: Undefined offset: 3 in /home2/psicologa/public_html/topo.php on line 11
Psicóloga, Terapia, Psicólogo, Maringá - Psicóloga Maringá Nayara Catenacci - Terapia e Psicoterapia Comportamental - Atendemos Unimed
NOTÍCIAS Agorafobia
Agorafobia

O que é?

Agorafobia é um tipo de transtorno de ansiedade, podendo estar ligado a ataques de pânico. Uma pessoa com Agorafobia geralmente tem medo de sair de um lugar que considera seguro, como por exemplo sair da sua própria casa. A ansiedade de sair de casa e ter uma crise a impede de se expor a situações, por isso o comportamento mais comum na agorafobia é a evitação, a esquiva, a fuga de situações fora de sua zona de conforto. Em alguns casos a pessoa tem medo de lugares que considera difícil de ‘escapar ou sair’, ou ainda onde a ajuda possa não estar disponível. A pessoa com Agorafobia começa então a evitar certos lugares, por exemplo, não vai mais ao cinema pois tem medo de passar mal, não sai de carro, não entra em supermercado, não entra em banco.

Situações comuns que causam medo em uma pessoa com Agorafobia incluem: lugares lotados como shoppings, metrô, ônibus, elevadores, eventos e aeroportos; e lugares muito distantes ou remotos. Muitas vezes as pessoas com Agorafobia conseguem enfrentar o receio e o medo apenas se estiverem acompanhas com alguém de confiança.

  

Causas

Atualmente não são conhecidas com precisão as causas da Agorafobia. No entanto muitas pessoas a desenvolvem depois de terem passado por uma situação que gerou um ataque de pânico, como lugares lotados ou lugares considerados como ‘não seguros’ pela pessoa como os citados acima.

A partir daquela situação, o lugar ou situações similares passam a ser evitados pela pessoa. Quando novas situações parecidas estão próximas de se enfrentar, o medo aumenta abruptamente e apenas o fato de saber que vai se aproximar daquela situação já se pode desencadear um ataque de pânico.

Independentemente da causa, o fato é que ela acaba sendo um limitador da qualidade de vida da pessoa, uma vez que a pessoa se desvia da interação com outras pessoas, não socializando-se e tendo problemas no trabalho.

 

Sintomas

Medo que ficar sozinho; Sintomas físicos como falta de ar, náuseas , tontura, sudorese, aumento dos batimento cardíacos nas situações; Medo de ir a lugares muito cheios; Sentir-se extremamente ansioso por saber que a situações que causam fobias podem estar prestes a acorrem novamente; Medo de lugares muito amplos; Sentir-se ansioso por estar longe de lugares considerados seguros, como sua própria casa; Perda da confiança e baixa autoestima.

 

Tratamento

O tratamento vai depender do caso, mas a pessoa deve procurar um psicólogo e/ou um médico psiquiatra, passando todas as informações que possam ser úteis ao diagnóstico: quais sintomas e o que geralmente os causa e em que situações; se esses medos se manifestam há muito tempo e com qual frequência; se estão afetando o seu dia a dia, etc.

O tratamento, que pode incluir Psicoterapia e/ou Medicação. A Psicoterapia visa buscar mudanças na forma que o pensamento e comportamento ocorrem, reduzir o grau de ansiedade envolvido. E a Medicação visa controlar os sintomas.

Dependendo do caso, o importante é não evitar as situações de receio, já que quanto maior o receio maior é a ansiedade. Técnicas de relaxamento podem ajudar no enfrentamento das situações e também para recuperar o autocontrole.

Se você se identifica com as situações expostas e entende que isso tem atrapalhado o seu cotidiano, agende uma consulta. É sempre importante almejar uma melhora na qualidade de vida.

Procure uma psicóloga em Maringá. 


Autora:
Psicóloga Nayara Catenacci

CRP: 08/24302
Precisa de ajuda?
Então esta esperando o que? Agende um horário!