NOTÍCIAS TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo

O QUE É TOC?
O TOC é um transtorno mental caracterizado pela presença de obsessões, compulsões ou ambas. As obsessões são pensamentos, imagens ou impulsos que vem à mente da pessoa causando acentuada ansiedade ou desconforto independente da vontade do indivíduo. Muitas vezes a pessoa percebe que suas ideias não tem sentido, mas mesmo assim não consegue evitar de pensá-las. Como resposta a esse desconforto, o indivíduo executa rituais ou compulsões com intenção de afastar ameaças ou aliviar algum desconforto. Se a pessoa não executa o ato compulsivo ela fica muito ansiosa.
Apenas uma mania não indica necessariamente que a pessoa sofra da doença. O que caracteriza o TOC são obsessões ou compulsões recorrentes, que consomem tempo e causam sofrimento à pessoa. Quando estes atos ao invés de ajudar ao indivíduo passam a tomar muito tempo do dia e a interferir negativamente na rotina da pessoa, tornam-se doenças. É importante analisar se os tais hábitos repetidos comprometem o rendimento, já que o tempo de trabalho, por exemplo, é gasto com as manias ou com os pensamentos que as envolvem.

SINTOMAS
O TOC pode ser identificado em indivíduo que tem compulsões frequentes como lavar as mãos várias vezes ao longo do dia, medo exagerado de se contaminar, gerando preocupações excessivas com limpeza e higiene pessoal, verificar se a porta está trancada revisando tal ato repetidas vezes, executar minuciosamente uma série pré-programada de atos, questionar uma informação repetidamente para ver se está correta, ficar aflito por que as roupas não estão bem arrumadas no guarda-roupa, separadas por cor ou posicionados simetricamente, não passar em certos lugares com receio de que algo de ruim possa acontecer, com isso os indivíduos que tem esse transtorno procuram evitar o contado com determinados locais (por exemplo, banheiros públicos, hospitais, cemitérios), objetos que outras pessoas tocam (dinheiro, telefone público, maçanetas) ou até mesmo pessoas (mendigos, pessoas com algum ferimento) como forma de obter alívio dos seus medos e preocupações. Em geral, os rituais  se desenvolvem nas áreas da limpeza, checagem ou conferência, contagem, organização, simetria, colecionismo, e podem variar ao longo da evolução da doença. Esses são alguns dos exemplos de sintomas característicos desse transtorno.
Vale ressaltar que, para que seja estabelecido o diagnóstico de TOC  é necessário que as obsessões ou compulsões consumam um tempo razoável (por exemplo, tomam mais de uma hora por dia) ou causem desconforto, comprometendo a vida social, ocupacional, acadêmica ou outras áreas importantes do funcionamento do indivíduo.

CAUSAS
A causa mais comum é a genética, quando alguém da família sofre ou sofreu desse tipo de transtorno, é comum verificar outras pessoas com o mesmo transtorno ou parecido. Estudos apontam para uma anomalia multifatorial devido um problema de comunicação em algumas áreas do cérebro ligadas à serotonina. Fatores psicológicos também estão entre as possíveis causas desse distúrbio de ansiedade. Como muitas das causas do TOC ainda são desconhecidas, não é possível falar de uma cura definitiva deste transtorno. No entando, existem tratamentos que podem amenizar os seus sintomas ou mesmo facilitar o convívios com eles, como é o caso da psicoterapia.

TRATAMENTO
O tratamento do transtorno obsessivo compulsivo envolve a combinação de medicamentos e psicoterapia. A psicoterapia mais estudada é a terapia comportamental, através da qual o paciente é estimulado a controlar seus pensamentos obsessivos e rituais compulsivos, auxiliando também o paciente a lidar com as situações de ansiedade que agravam a doença.
O percurso desse transtorno evolui com períodos de melhora e piora e com o tratamento adequado há um controle satisfatório dos sintomas.   


Autora:
Psicóloga Nayara Catenacci

CRP: 08/24302
Precisa de ajuda?
Então esta esperando o que? Agende um horário!